Os 5 principais motivos que atrapalham o sono do bebê e da criança

Os 5 principais motivos que atrapalham o sono do bebê e da criança
Bebês Consultoria

Conheça o tempo adequado do sono do bebê e as causas que podem estar atrapalhando que ele durma bem

Durante os primeiros meses de vida, o recém-nascido dorme em média 17 horas todos os dias. Durante o sono, o cérebro do bebê trabalha intensamente, contribuindo para o seu desenvolvimento psicomotor e cognitivo.

O sono influencia no temperamento que a criança terá no futuro. É por isso que a qualidade do sono do bebê é muito importante para a sua saúde, tanto presente como futura.

Por isso, quando um bebê não consegue dormir, existe uma grande preocupação e muitas vezes até um certo desespero, pois acaba criando um “esgotamento” não apenas na criança mas nos familiares – pai, mãe, irmãos e demais pessoas que vivem no mesmo ambiente. Se o bebê cresce com este problema, pode se desenvolver um estresse crônico, no pai ou na mãe, por exemplo.

Por esses motivos, saber o que está tirando o sono do bebê ou da criança é muito importante para eliminar esse problema e para que o pequeno tenha suas merecidas horas de descanso.

Tempo do sono do bebê

Os 5 principais motivos que atrapalham o sono do bebê e da criançaO tempo de sono adequado é uma das dúvidas que mais surgem na cabeça dos pais, principalmente para aqueles de “primeira-viagem”.

Cada bebê, no entanto, é diferente e alguns precisam dormir mais do que outros. Por isso, pode haver uma variação de sono de até duas horas para mais ou para menos ao comparar com a tabela do tempo médio de sono de cada fase do bebê.

Para ter uma ideia melhor de como deve ser o sono do bebê, confira a tabela ilustrativa que acompanha este artigo, com a média de horas que o bebê deve dormir durante o dia e à noite.

As 5 causas que podem estar atrapalhando o sono do seu filho(a)

A primeira coisa que você precisa entender é que o tempo de sono do bebê e da criança vai diminuindo conforme ele vai crescendo. Portanto, quanto maior a criança, menos ela dorme.

Por isso, não adianta esperar que seu filho de três anos durma tanto quanto dormia quando tinha apenas um ano. Muitos pais e creches tentam forçar todas as crianças a dormir à tarde, por exemplo, mas nem todas precisam desse descanso a mais.

Sabendo disso, veja abaixo alguns dos fatores mais comuns que atrapalham o sono infantil:

  1. Resposta a situações de estresse – se a criança vive em um ambiente estressante, seu cérebro se torna hiperalerta e ela não consegue relaxar para dormir;
  2. Ambiente inapropriado, com muito barulho, muita claridade ou com a temperatura desregulada (muito quente ou muito frio);
  3. Interrupção das vias aéreas – seja por obstrução nasal ou por uma barreira física, como uma fralda ou cobertor por cima do nariz;
  4. Problemas gastrointestinais, como refluxo, cólica ou alergias;
  5. Dores de causas variadas, como dor de cabeça e de ouvido;

O sono do bebê ou da criança pode ser afetado ainda por outros fatores, mas esses são os alguns dos principais que separamos para você. E é cuidando desses detalhes que você pode melhorar o sono do seu filho.

Receitinhas básicas da Mommy’s para melhorar o sono do bebê e da criança

Quando entendemos as causas que podem estar atrapalhando o sono da criança, podemos pensar em algumas práticas para não deixar que isso aconteça. Essas são algumas sugestões que vão ajudá-los:

Implemente uma rotina

Os bebês e as crianças precisam ter uma hora para dormir de forma quase que “programada”. Isso vai ajudar seu filho(a) a dormir a mesma quantidade de horas todos os dias.

Marque a hora que ele deve acordar para definir o horário certo. Com isso em mente, prepare a casa inteira para o sono: diminua as luzes, confira a temperatura do quarto dele, diminua o volume das vozes e da televisão. Coloque o pijama nele, escove os dentes, conte uma historinha ou cante. Faça disso algo diário.

Ensine-o a ser independente e dormir por conta própria

O sono do seu filho (a) não pode depender de você para sempre. Já é possível começar essa transição a partir do sexto mês de vida: depois de preparar tudo para dormir, coloque a criança na cama dela e fique ao lado, cantando ou contando uma história. Depois, saia do quarto.

No início desse processo, é normal que o bebê chore quando perceber sua ausência, mas o choro não precisa ser atendido logo de cara. Ensiná-lo a dormir sem ajuda é importante não só na hora de ir para a cama, mas também para as vezes em que ele acordar à noite e perceber que você não está lá. Ainda que seja difícil no começo, esse passo é importante.

Incremente o berço com um objeto de apego

Deixe com a criança um objeto de apego como um bichinho de pelúcia ou um paninho, qualquer coisa que o faça sentir mais confortável. Muitos usam cobertorzinhos ou mantas que tenham o cheiro da mãe. Outros gostam de bichos de pelúcia. O mais importante é que esses objetos sejam dados apenas na hora de dormir, para que o bebê faça a associação entre eles e o sono.

Quando for amamentar, diferencie o dia da noite

Se a mãe ainda amamenta o bebê, é importante que tome atitudes diferentes na hora de amamentá-lo de dia e de noite. Durante o dia, a amamentação pode ser estimulada com conversas e interações. Durante a noite, no entanto, ela deve ser feita em silêncio, sem acender as luzes, para que ele não desperte completamente.

O mais importante para garantir o sono do bebê e da criança é que tenham se cansado o suficiente durante o dia. Por isso, vale aprender algumas atividades divertidas para estimulá-los.

E, se mesmo assim, o seu bebê ainda continuar tirando o seu sono, chame a Mommy’s Angel que ela vai te ajudar a implantar a “Rotina do Sono” e ele vai dormir como um anjinho!

Artigos Relacionados

Sons que acalmam os recém-nascidos imediatamente

Mommy´s Angel

A privação do sono dos adolescentes e os distúrbios provocados à saúde

Mommy´s Angel

Rotina de sono de gêmeos ou trigêmeos

Mommy´s Angel

Deixe um Comentário